História

As práticas e discursos racistas e xenófobos que se vem assistindo na Europa nos últimos anos levaram a artista luxemburguesa Doris Sander e seu marido português António Almeida, a proporem à Casa das Artes de Tavira a organização de uma exposição colectiva de repúdio a tais atitudes.

A CAT abraçou a sugestão e entendeu alargá-la convidando diversas associações da cidade de Tavira a aderirem a um movimento contra o racismo e a xenofobia, apenas com o gesto de dedicarem ao movimento uma peça de seus programas de atividades para 2011.

As adesões cresceram no decorrer do ano chegando a envolver mais de 30 associações direta ou indiretamente, e no ano seguinte continuam a acontecer novas adesões.

Ao longo da sua história, Tavira vem sendo ser uma cidade aberta e inclusiva permitindo no seu passado uma pacífica convivência entre mouros, judeus, cristãos e ateus e no seu presente acolher gentes vindas de todos os azimutes.

Segundo o SEF entre os cerca de 25.700 habitantes do Concelho de Tavira, (estatísticas de 2011 revistas) contavam-se cerca de 2.900 cidadãos vindos de 60 países. Nesta situação o diálogo intercultural é uma necessidade básica de comunicação quotidiana entre os cidadãos.

O movimento vem se tornando aos poucos um espaço mais alargado que inclui, para além do debate e reflexão sobre o racismo, xenofobia e migrações humanas, reflexões sobre uma cultura que parece não nascer para todos nos tempos que correm.

No ano de 2011 o programa foi composto de conferências de caráter científico, literário e político, exposições de arte organizados especialmente para dar corpo ao movimento e espetáculos vários escolhidos e dedicados pelas associações por se enquadrarem nos objetivos do movimento. Esse formato estendeu-se a 2012, sendo percetível um alargamento de experiências inter-associações e interculturais.

O movimento não tem veleidades de promover manifestações de cariz mediático. Não dá qualquer valor a concorrências entre associações. Pelo contrário, funcionando como plataforma de sinergias, tem incentivado naturalmente uma convivência pacífica entre cidadãos.

O movimento cívico Tavira Ilimitada contra o racismo e a xenofobia tem chamado a atenção de alguns pesquisadores académicos, e através dele o nome da cidade se replica internacionalmente.

Por exemplo:

Tavira Ilimitada foi proposto como objeto de estudos para uma equipa de pesquisadores do Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra, na pesquisa Governing cohesion and diversity in urban contexts no âmbito do DIVERCITIES, um estudo liderado pela Europa-Universität Viadrina de Frankfurt.

Faz parte da Red(e) Ibero Americana Território & Economia Cultural e Criativa, rede informal que conta com mais de 500 participantes dessa área do mundo. (http://industriasculturaisecriativas.blogs.sapo.pt/ )

Está no mapa do Global City Network(http://www.globalcitynetwork.org/), um espaço de reflexão sobre o potencial das formas emergentes de “democracia de proximidade”.  Esta é uma iniciativa do movimento ‘Cidades pela Retoma’ parceria com um conjunto de organizações de Portugal, Brasil, Espanha, Argentina, Itália, Reino Unido, Estónia, Israel, Austrália e Estados Unidos.

No início de 2013 juntou-se ao movimento a então recém-formada Associação ZBFC, que tem caráter cultural e de sobrevivência e é a primeira associação em Tavira formada pela comunidade local de etnia cigana.

A partir desse ano Tavira Ilimitada alargou a sua plataforma com a criação também de uma página no Facebook, além do blog e da mailing list que destinou à divulgação das atividades socioculturais organizadas pelos cidadãos em geral e pelos artistas residentes no concelho, seja através das suas várias associações ou em iniciativas individuais, e apresentadas nos mais variados locais sejam eles espaços públicos ou privados.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.